sábado, 30 de outubro de 2010

JULGO OPORTUNO, FAZ SENTIDO DIVULGAR...

ESTA É UMA MENSAGEM QUE CONSIDERO OPORTUNA. ALÉM DISSO FOI ESCRITA SEM A "RAIVA" QUE NOS VAI ANIMANDO E TANTAS VEZES NEM NOS DEIXA PENSAR DIREITO. PELA LOGICA E BOM SENSO COM QUE FOI FEITA, MERECE SEM DUVIDA SER MUITO DIVULGADA. E ASSIM TALVEZ CHEGUE AOS OLHOS DE ALGUM PODEROSO QUE NUM MOMENTO DE VERGONHA DECIDA FAZER BEM.

"Orçamento do Estado


Todos os nossos governantes falam em cortes das despesas, mas não dizem quais, e aumentam os impostos a pagar pela malta.
Não ouvi foi nenhum governante falar em:

. Redução dos deputados da Assembleia da República e seus gabinetes, profissionalizá-los como no estrangeiro.
. Reforma das mordomias na Assembleia da República como, almoços com digestivos a € 1,50.
. Acabar com os milhares de Institutos e Fundações que não servem para nada e tem funcionários e administradores

com 2º ou 3º emprego.

. Acabar com a acumulação de pensões de reforma milionárias, resultantes de diminutos tempos de exercício de um cargo.

. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores de milhares de euros mês e que não servem para nada.
. Redução drástica das Câmaras Municipais, Assembleias, etc.
. Redução drástica das Juntas de Freguesia.
. Acabar com o pagamento de € 200 por presença de cada pessoa nas reuniões das Câmaras e € 75 nas Juntas de Freguesia.
. Acabar com o Financiamento aos Partidos.
. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc, das Câmaras, Juntas, etc que se deslocam em uso

particular pelo País. No estrangeiro isto não acontece.
. Acabar com os motoristas particulares 20 h/dia.
. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros.
. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado.
. Acabar com o vaivém semanal dos deputados dos Açores e Madeira e, respectivas estadias em Lisboa em hotéis cinco estrelas.
. Controlar o pessoal da Função Pública que nunca está no local de trabalho e que faz trabalhos nesse tempo, para o Estado.
. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos e com a quantidade anacrónica de assessores inúteis.
. Acabar com as várias reformas por pessoa, do pessoal do Estado.
. Pedir o pagamento dos milhões dos empréstimos dos contribuintes ao BPN e BPP.
. E por aí fora. Recuperaremos depressa a nossa posição.
. Já estamos cansados e exauridos."

Mesmo a calhar!!!!!!!

Boa e oportuna!!!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Depressa tragam já esta deputada brasileira para a nossa assembleia !!!

video

SOCRATÍADAS

"Aos grandes e aos varões sacrificados
Que nesta ocidental praia lusitana
Em tempos quase sempre conturbados
Ajudaram a que passasse a caravana
Contra traidores, gatunos e drogados,
Livrem-nos, por favor, deste sacana.
É o que ardentemente hoje vos peço
E, se o conseguirem, muito agradeço

Nos tempos em que Guterres governava
Vivia-se até melhor que hoje em dia.
E o Sócrates Pinto de Sousa militava
lá nas fileiras da Social-Democracia.
Desse Zé Ninguém não se espr'ava
O vil trafulha em que ele se transformaria.
E venho eu, Camões, da língua o Pai
Explicar-vos com "isto" por cá vai.

Estavas , jovem Zé, muito contente,
Com o teu Diploma já adquirido
Nessa tal Universidade Independente,
Com fraudes e artimanhas conseguido,
Assinando projectitos de outra gente
Pois que, para nada mais foste intruído.
Mas sendo um refinado vigarista,
Logo te inscreves no Partido Socialista.

Com muita lábia, peneiras, arrogância,
Depressa ousou chegar a Deputado,
E mesmo apesar de tanta ignorância
P'ra Secretário de Estado foi chamado.
E nas burlas, trafulhices e jactância,
Em que esteve nesses tempos embrulhado,
Terá sido nesse ambiente assaz sinistro
Que obteve competências p'ra Ministro.

E TU, sábio Cavaco, agora me ensina
Como posso tirar este gajo do poleiro
Pois não passa de uma ave de rapina
Mas já é segunda vez nosso Primeiro.
Mandai-o p'ra bem longe, África ou China
Já que o não podes mandar p'ró Limoeiro.
É que eu estive lá, e aquilo que acho
É que ele só sairá com um Grande Tacho!

Que seja pelos pecados deste Povo,
Teimoso no seu votar sempre às cegas,
P'ra depois implorar p'ra ter de novo
Alguém que seja outro João das Regras
Que o leve sem receios a votar
Num émulo do Oliveira Salazar!

Luis Vesgo de Camões."

Manuel Alegre - Vergonhoso.... "Nem me lembraria da Reforma!!!"

Por € 3.215.95 passava a lembrar-me...

Manuel Alegre vai receber uma reforma de 3.219,95 euros mensais pelo
cargo de coordenador!!! de programas de texto da Rádio Difusão
Portuguesa que ocupou por alguns meses!!!!. A informação faz parte da
lista dos aposentados e reformados divulgada pela Caixa Geral de
Aposentações (CGA), citada pelo Correio da Manhã.
Em declarações ao jornal, Alegre garantiu que nem se lembraria da
reforma!!!, se não fosse a CGA a escrever-lhe uma carta. O deputado
explicou que foi funcionário da RDP durante «pouco tempo», já que
começou a trabalhar na rádio quando voltou do exílio, após o 25 de
Abril, e saiu em 1975 quando foi eleito deputado, cargo que ocupou
desde então.

«Nunca mais lá trabalhei, mas descontei sempre», disse o deputado.


Comentários:


Descontou sem trabalhar !!!


Como? Num recibo de vencimento que nunca recebia... (se não trabalhava lá)

Tantos anos e nunca se questionou ???
Mas que maravilha, descontar e andar pelos corredores da Assembleia da República!!!

Mais um rico exílio.
Mas que belo exemplo este, e vai concorrer para PR !!!!!!!!!!!!

Sério, sério, mas afinal é tão ...como todos os outros.

É um dever de cidadania dar a conhecer estes casos...

Buraco no Orçamento

NO CHILE: JÁ SAIRAM DO BURACO!

EM PORTUGAL: AINDA NINGUÉM SABE QUANDO VAMOS SAIR DESTE BURACO!

4 VERGONHAS NACIONAIS das muitas que existem por aí!!!

Com a nossa permissão, querem-nos tirar o pequeno subsídio de Natal e férias, para equilibrar as contas!!!!!
Façam andar até isto chegar a alguém decente pois o problema não está (só) nos funcionários públicos.

Pensionista aos 50

Aos 50 anos de idade e com 20 anos de descontos como Deputado, Marques Mendes acaba de requerer a Pensão a que tem direito (?), no valor mensal vitalício de 2.905 euros mensais.

Contudo, um trabalhador normal tem de trabalhar até aos 65 anos e ter uma carreira contributiva completa durante 40 anos para obter uma reforma de 80% da remuneração média da sua carreira contributiva.

Inapto para o trabalho aos 46

As notícias que dão conta da desumanidade das juntas médicas são manifestamente exageradas. Afinal há quem não se queixe das mesmas.

Em carta enviada ao Público, Paulo Teixeira Pinto (antigo presidente do BCP) indica que passou "à situação de reforma em função de relatório de junta médica".

Certamente ainda mal refeito da forma como foi corrido do BCP e da Opus Dei, este banqueiro de 46 anos foi considerado inapto para o trabalho. Isto, apesar de já ter arranjado um cargo numa consultora financeira, ter fundado uma nova editora (da qual é presidente) e ter recebido 10 milhões de euros de indemnização pela rescisão do contrato com o BCP (que de resto garantiu serem "apenas a remuneração total referente ao exercício de 2007 " ... 9 , 732milhões de euros em " compensações " e "remunerações variáveis " .

Estas juntas médicas são as mesmas que recusam reformas a Professores com Cancro.

Com 46 anos, inapto por Junta Médica... mas com uma reforma de 35.000 € mensais...

Perdão fiscal

Numa pequena notícia do Expresso, foi noticiado que prescreveu uma dívida de 700.000,00 Euros, de IRS de António Carrapatoso (figura de proa da Vodafone.)

Porque razão prescreveu esta dívida? Simplesmente porque não se procedeu à sua cobrança coerciva, dado que o contribuinte em causa alegadamente não tem, nem nunca teve, paradeiro conhecido!!!

Falta dizer que este senhor é o mesmo António Carrapatoso que frequentemente aparece nos ecrãs das televisões para entrevistas e comentários, e que defende (não sem um certo sentido de humor) as virtudes do "sistema" em que vivemos e que nos é imposto (pudera!!!!).

E esta é a mesma direcção geral de impostos que penhora contas bancárias porque o contribuinte se atrasou no pagamento do IVA, 1 dia.

Agora expliquem-me lá outra vez porque é que eu tenho a conta penhorada porque não tenho dinheiro para pagar o IVA de serviços que facturei a entidades estatais e que após 3 anos ainda não foram pagas!

Começam a perceber porque é que temos sofrer .



Ajudas de custo e afins

No dia 14 de Janeiro de 2005, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, durante um Encontro dos Correios de Portugal, os CTT pagaram 19.000 euros a Luís Felipe Scolari por uma palestra de 45 minutos, que teve como tema algo do tipo "Como Fortalecer O Espírito De Grupo". Afinal parece que o Scolari não é nada burro.

E como se a coisa não fosse já um imoral gasto de dinheiro, ainda foi rematada com o aluguer de dois carros de luxo para o transporte das vedetas.

Mas se pensam que isto é muito, fiquem a saber que no relatório de contas a despesa com a decoração do gabinete e sala de visitas (?) do (na altura) presidente do Conselho da Administração dos CTT, Carlos Horta e Costa, custou a módica quantia de 430.691 euros!

Enquanto presidente Carlos Horta e Costa teve à sua disposição, um Jaguar S Type (com um renda mensal de apenas 50.758 euros) e um Mercedes Benz S 320CDI comprado por 84.000 euros).

A rebaldaria foi tal que o Relatório da Inspecção-Geral das Obras Públicas concluiu haver «claros indícios de má gestão» e «falta de contenção de uma empresa que gere dinheiros públicos». Alguém foi responsabilizado? Algum dinheiro foi devolvido?
Vítor Constâncio governador do Banco de Portugal ganha 272.628 € por ano, ou seja quase 18.200 CONTOS MENSAIS, 14 meses/ano.


Outros ordenados chorudos do Banco de Portugal:
O Vice-governador, António Pereira Marta - 244.174,00 €/ano

O Vice-governador, José Martins de Matos - 237.198,00 €/ano

José Silveira Godinho - 273.700,00 €/ano

Vítor Rodrigues Pessoa - 276.983,00 €/ano

Manuel Ramos Sebastião - 227.233 €/ano

E esta é a malta que deixa falir bancos mesmo debaixo do eu nariz.

O Vice-governador, António Pereira Marta até acumula com o seu salário com a uma pensão como reformado.

Aliás, o Vítor Rodrigues Pessoa, também tem uma reforma adicional de 39.101 €/ano e o José Silveira Godinho também acumula com uma pensão do BP, de mais 139.550,00 €/ano.

Campos e Cunha, ex-ministro das Finanças recebeu durante os dois meses (leram bem, "MESES!!!) em que esteve no Executivo 4.600 euros mensais de ordenado e uma reforma de 8.000 euros do Banco de Portugal.

Mira Amaral saiu da Caixa Geral de Depósitos (CGD) com uma reforma de gestor 18.000 euros. Na altura acumulava com uma pensão de 1.800 euros, como deputado e 16.000 euros como líder executivo da CGD.

O que me choca não é o valor da reforma. É o facto de Mira Amaral poder auferir desta reforma (paga pelos contribuintes) ao fim de apenas um ano e nove meses!!!!!!

Esta forma aparentemente ligeira como é gasto o dinheiro dos contribuintes é grave pelo acto em si e pelo seu impacto na legitimidade do Estado para impor novas formas de captar receita.



SE NOS MOBILIZAMOS POR DETERMINADAS CAUSAS, PORQUE NÃO POR NÓS PRÓPRIOS?

Por isso eu proponho:

BANDEIRAS NAS JANELAS, COMO FIZEMOS COM A SELECÇÃO PORTUGUESA, MAS
EM VEZ DA BANDEIRA PORTUGUESA, BANDEIRAS NEGRAS E ESCREVER NELAS AS
PALAVRAS DE ZECA AFONSO "ELES COMEM TUDO E NÃO DEIXAM NADA"

Lei 2105, do Estado Novo (Salazar)




Por muito que nos custe pensar no passado

com ou sem rejeição ao Estado Novo

na verdade precisamos urgentemente de um

NOVO ESTADO

UM NOVO ESTADO DE COISAS

Lei 2105, do Estado Novo (Salazar)

Há coisas estranhas.

De algumas, é bom saber, só para que ninguém nos veja um sorriso parvo nos lábios, enquanto nos tentam enganar. Mas, não vale muito a pena consumirmo-nos e desgastarmo-nos com o que está fora do nosso alcance...

No entanto …,

É PRECISO DENUNCIAR O REGABOFE !!!

PEC 4 - JAN 2011

COMO SERÃO COBRADOS OS IMPOSTOS NO PEC 5 ?

Queres mais motivos para votares em branco? Aqui os tens.

SE FOSSEM SÓ ESTES!...

ATENÇÃO!

ISTO SÃO ORDENADOS MENSAIS!!!

REPASSEM PARA TODOS OS VOSSOS CONTACTOS E SE CRIE UM MOVIMENTO NACIONAL QUE PRESSIONE O GOVERNO, ATRAVÉS DE AGRAVAMENTO DE IMPOSTOS, A CORRIGIR ESTA SITUAÇÃO DE TREMENDA INJUSTIÇA!!!! O GOVERNO JÁ FEZ ALGUMA COISA NESSE SENTIDO, É CERTO, QUE, TODAVIA PARECE REVELAR-SE INSUFICIENTE!

ISTO É UMA AFRONTA AOS MILHÕES DE PORTUGUESES QUE SE DEBATEM COM MUITAS DIFICULDADES PARA SOBREVIVER, PARA NÃO FALAR NOS MISERÁVEIS QUE POR AÍ HÁ!!!

O MAL E PORTUGAL E DO MUNDO, CRIADO PELO SISTEMA CAPITALISTA, TAL COMO TEM SIDO GERIDO, RESULTA DISTO MESMO, DAS ENORMÍSSIMAS DESIGUALDADES SOCIAIS.

EM PAÍSES COMO A DINAMARCA, SUÉCIA, NORUEGA FINLÂNDIA, POR EXEMPLO, ONDE FOI APLICADA LOGO NO APÓS ii GUERRA MUNDIAL UMA POLÍTICA DE MAIOR JUSTIÇA SOCIAL, NÃO SE VERIFICAM SITUAÇÕES COMO ESTAS, PORQUÊ?

PORQUE, ENQUANTO QUE UM GESTOR PÚBLICO NESSES PAÍSES RECEBE CERCA DE 50% MENOS DE SALÁRIO QUE OS GESTORES PORTUGUESES, AO CONTRÁRIO, O SALÁRIO MÍNIMO NESSES MESMOS PAÍSES, TRIPLICA O SALÁRIO MÍNIMO QUE É PRATICADO EM PORTUGAL.É TÃO SIMPLES QUANTO ISTO.

TOMEMOS, TODOS, CONSCIÊNCIA DESTA SITUAÇÃO QUE NOS DEVIA ENVERGONHAR A TODOS!!!


Artigo de jornal russo sobre Portugal - Source: Pravda.ru

Será que Portugal não tem pingo de vergonha??? Pois eu tenho e só me apetece fazer como a avestruz!

Leiam o que os jornais russos escrevem sobre o nosso País:


"Foram tomadas medidas draconianas esta semana em Portugal, pelo Governo liberal de José Sócrates. Mais um caso de um outro governo de centro-direita pedindo ao povo Português a fazer sacrifícios, um apelo repetido vezes sem fim a esta nação trabalhadora, sofredora, historicamente deslizando cada vez mais no atoleiro da miséria.

E não é porque eles serem portugueses.

Vá o leitor ao Luxemburgo, que lidera todos os indicadores socioeconómicos, e vai descobrir que doze por cento da população é portuguesa, oriunda de um povo que construiu um império que se estendia por quatro continentes e que controlava o litoral desde Ceuta, na costa atlântica, tornando a costa africana até ao Cabo da Boa Esperança, a costa oriental da África, no Oceano Índico, o Mar Arábico, o Golfo da Pérsia, a costa ocidental da Índia e Sri Lanka. E foi o primeiro povo europeu a chegar ao Japão….e à Austrália.

Esta semana, o Primeiro Ministro José Sócrates lançou uma nova onda dos seus pacotes de austeridade, corte de salários e aumento do IVA, mais medidas cosméticas tomadas num clima de política de laboratório por académicos arrogantes e altivos desprovidos de qualquer contacto com o mundo real, um esteio na classe política elitista Português no Partido Social Democrata (PSD) e Partido Socialista (PS), gangorras de má gestão política que têm assolado o país desde anos 80.

O objectivo? Para reduzir o défice. Porquê?

Porque a União Europeia assim o diz. Mas é só a UE?

Não, não é. O maravilhoso sistema em que a União Europeia se deixou sugar, é aquele em que as agências de Ratings, Fitch, Moody's e Standard and Poor's, baseadas nos Estados Unidos da América (onde havia de ser?) virtual e fisicamente, controlam as políticas fiscais, económicas e sociais dos Estados-Membros da União Europeia através da atribuição das notações de crédito.

Com amigos como estes organismos e ainda Bruxelas, quem precisa de inimigos?

Sejamos honestos. A União Europeia é o resultado de um pacto forjado por uma França tremente e com medo, apavorada com a Alemanha depois das suas tropas invadiram o seu território três vezes em setenta anos, tomando Paris com facilidade, não só uma vez mas duas vezes, e por uma astuta Alemanha ansiosa para se reinventar após os anos de pesadelo de Hitler. A França tem a agricultura, a Alemanha ficou com os mercados para a sua indústria.

E Portugal? Olhem para as marcas de automóveis novos conduzidos pelos motoristas particulares para transportar exércitos de "assessores" (estes parecem ser imunes a cortes de gastos) e adivinhem de que país eles vêm? Não, eles não são Peugeot e Citroen ou Renault. Eles são os Mercedes e BMWs. Topo-de-gama, é claro.

Os sucessivos governos formados pelos dois principais partidos, PSD (Partido Social Democrata da direita) e PS (Socialista, do centro), têm sistematicamente jogado os interesses de Portugal e dos portugueses pelo esgoto abaixo, destruindo a sua agricultura (agricultores portugueses são pagos para não produzir!!) e a sua indústria (desapareceu!!) e sua pesca (arrastões espanhóis em águas lusas!!), a troco de quê?

O quê é que as contra-partidas renderam, a não ser a aniquilação total de qualquer possibilidade de criar emprego e riqueza numa base sustentável?

Aníbal Cavaco Silva, agora Presidente, mas primeiro-ministro durante uma década, entre 1985 e 1995, anos em que despejaram bilhões de euros através das suas mãos a partir dos fundos estruturais e do desenvolvimento da UE, é um excelente exemplo de um dos melhores políticos de Portugal. Eleito fundamentalmente porque ele é considerado "sério" e "honesto" (em terra de cegos, quem vê é rei), como se isso fosse um motivo para eleger um líder (que só em Portugal, é!!) e como se a maioria dos restantes políticos (PSD/PS) fossem um bando de sanguessugas e parasitas inúteis (que são), ele é o pai do défice público em Portugal e o campeão de gastos públicos.

A sua “política de betão” foi bem concebida, mas como sempre, mal planeada, o resultado de uma inapta, descoordenada e, às vezes inexistente localização no modelo governativo do departamento do Ordenamento do Território, vergado, como habitualmente, a interesses investidos que sugam o país e seu povo.

Uma grande parte dos fundos da UE foram canalizadas para a construção de pontes e auto-estradas para abrir o país a Lisboa, facilitando o transporte interno e fomentando a construção de parques industriais nas cidades do interior para atrair a grande parte da população que assentava no litoral.

O resultado concreto, foi que as pessoas agora tinham os meios para fugirem do interior e chegar ao litoral ainda mais rápido. Os parques industriais nunca ficaram repletos e as indústrias que foram criadas, em muitos casos já fecharam.

Uma grande percentagem do dinheiro dos contribuintes da UE vaporizou-se em empresas e esquemas fantasmas. Foram comprados Ferraris. Foram encomendados Lamborghini, Maserati. Foram organizadas caçadas de javalí em Espanha. Foram remodeladas casas particulares. O Governo e Aníbal Silva ficaram a observar, no seu primeiro mandato, enquanto o dinheiro foi desperdiçado. No seu segundo mandato, Aníbal Silva ficou a observar os membros do seu governo a perderem o controle e a participarem.

Então, ele tentou desesperadamente distanciar-se do seu próprio partido político.

E ele é um dos melhores?

Depois de Aníbal Silva veio o bem-intencionado e humanitário, António Guterres (PS), um excelente Alto Comissário para os Refugiados e um candidato perfeito para Secretário-Geral da ONU, mas um buraco negro em termos de (má) gestão financeira. Ele foi seguido pelo excelente diplomata, mas abominável primeiro-ministro José Barroso (PSD) (agora Presidente da Comissão da EU, “Eu vou ser primeiro-ministro, só que não sei quando”) que criou mais problemas com o seu discurso do que com os que resolveu, passou a batata quente para Pedro Lopes (PSD), que não tinha qualquer hipótese ou capacidade para governar e não viu a armadilha. Resultando em dois mandatos de José Sócrates; um Ministro do Ambiente competente, que até formou um bom governo de maioria e tentou corajosamente corrigir erros anteriores. Mas foi rapidamente asfixiado pelos interesses instalados.

Agora, as medidas de austeridade apresentadas por este primeiro-ministro, são o resultado da sua própria inépcia para enfrentar esses interesses, no período que antecedeu a última crise mundial do capitalismo (aquela em que os líderes financeiros do mundo foram buscar três triliões de dólares (???) de um dia para o outro para salvar uma mão cheia de banqueiros irresponsáveis, enquanto nada foi produzido para pagar pensões dignas, programas de saúde ou projetos de educação).

E, assim como seus antecessores, José Sócrates, agora com minoria, demonstra falta de inteligência emocional, permitindo que os seus ministros pratiquem e implementem políticas de laboratório, que obviamente serão contra-producentes.

O Pravda.Ru entrevistou 100 funcionários, cujos salários vão ser reduzidos. Aqui estão os resultados:

Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou trabalhar menos (94%).

Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou fazer o meu melhor para me aposentar cedo, mudar de emprego ou abandonar o país (5%)

Concordo com o sacrifício (1%)

Um por cento. Quanto ao aumento dos impostos, a reação imediata será que a economia encolhe ainda mais enquanto as pessoas começam a fazer reduções simbólicas, que multiplicado pela população de Portugal, 10 milhões, afetará a criação de postos de trabalho, implicando a obrigatoriedade do Estado a intervir e evidentemente enviará a economia para uma segunda (e no caso de Portugal, contínua) recessão.

Não é preciso ser cientista de física quântica para perceber isso. O idiota e avançado mental que sonhou com esses esquemas, tem os resultados num pedaço de papel, onde eles vão ficar!!

É verdade, as medidas são um sinal claro para as agências de rating, que o Governo de Portugal está disposto a tomar medidas fortes, mas à custa, como sempre, do povo português.

Quanto ao futuro, as pesquisas de opinião providenciam uma previsão de um retorno do Governo de Portugal para o PSD, enquanto os partidos de esquerda (Bloco de Esquerda e Partido Comunista Português) não conseguem convencer o eleitorado com as suas ideias e propostas.

Só em Portugal, a classe elitista dos políticos PSD/PS seria capaz de punir o povo por se atrever a ser independente. Essa classe, enviou os interesses de Portugal para o ralo, pediu sacrifícios ao longo de décadas, não produziu nada e continuou a massacrar o povo com mais castigos.

Esses traidores estão a levar cada vez mais portugueses a questionarem se não deveriam ter sido assimilados há séculos pela Espanha.

Que convidativo, o ditado português “Quem não está bem, que se mude”. Certos, bem longe de Portugal, como todos os que podem estão a fazer. Bons estudantes a jorrarem pelas fronteiras fora. Que comentário lamentável para um país maravilhoso, um povo fantástico e uma classe política abominável

Timothy Bancroft-Hinchey

Pravda.Ru"